sábado, 21 de abril de 2018

segredos do limão

Lemon Study I, by Marissa Volg
O sabor da casca é insuperável, o cheiro aceitável, a menos que misturado com outras substâncias de perfumaria. O fruto em si, muito bonito, digno da apreciação de leigos e artistas. Um vencedor, dir-se-ia, não fora o amargor que lhe vem de dentro. O sumo, que dizem fazer bem a quase tudo, é como uma vacina: experimenta-se e depois evita-se, para jamais nos enganar sob a capa de beleza que o esconde.
Há pessoas assim, como o limão, com segredos ácidos que, em doses apenas maiores do que uma simples e rápida prova, nos corroem. A sua maior virtude: ensinar-nos que não as queremos por perto.
Já o limão com açúcar dobra o enjoo, acumulando o ácido e o doce levados ao extremo. Faz lembrar lutas religiosas, guerras frias, amores e ódios que nos devastam. Vade retro
Quase suportável, o achar de limão. Mas não nos iludamos: para quê escolhê-lo, quando tantas outras combinações o superam?
Afinal, a vida é feita de escolhas, com muito sumo desagradável em forma de tentação. O diabo que os carregue, apre!
Enviar um comentário